FTX processa os pais do fundador Bankman-Fried

Por Dietrich Knauth

NOVA YORK (Reuters) – A falida exchange de criptomoedas FTX processou na segunda-feira os pais do fundador Sam Bankman-Fried, dizendo que os professores de Stanford Joseph Bankman e Barbara Fried usaram a empresa para enriquecer às custas dos clientes da FTX.

A FTX, agora liderada pelo especialista em recuperação John Ray, disse que o fundador da empresa, Sam Bankman-Fried, dirigia a FTX como uma “empresa familiar” e se apropriou indevidamente de bilhões de dólares em fundos de clientes para o benefício de um pequeno círculo de insiders, incluindo seus pais.

Sam Bankman-Fried se declarou inocente das acusações de ter fraudado clientes da FTX ao usar seus fundos para sustentar seus próprios investimentos de risco. Atualmente, ele está preso antes de um julgamento marcado para começar em 3 de outubro. Outros ex-executivos da FTX se declararam culpados de acusações criminais.

Os advogados de Bankman e Fried, Sean Hecker e Michael Tremonte, disseram em um comunicado conjunto que as alegações da FTX eram “completamente falsas” e que o novo processo era um desperdício de fundos que poderiam ser devolvidos aos clientes da FTX.

“Esta é uma tentativa perigosa de intimidar Joe e Barbara e minar o processo do júri poucos dias antes do início do julgamento de seu filho”, disseram Hecker e Tremonte.

O processo da FTX alega que Bankman e Fried aceitaram da FTX um presente em dinheiro de US$ 10 milhões e uma propriedade de luxo de US$ 16,4 milhões nas Bahamas, mesmo quando a empresa estava à beira do colapso. Bankman e Fried também pressionaram a FTX a fazer dezenas de milhões de dólares em contribuições de caridade, inclusive para a Universidade de Stanford, disse a FTX.

O pai de Bankman-Fried, especialista tributário da Faculdade de Direito de Stanford, muitas vezes se posicionava como o “adulto na sala” em uma empresa dirigida por seu filho, agora com 31 anos, e outros executivos com pouca experiência em gestão. Mas Bankman “permaneceu em silêncio” quando viu sinais de alerta de fraude e pouco fez para evitar que a liderança da FTX se apropriasse indevidamente de fundos de clientes, de acordo com o processo.

Fried foi a influência mais forte nas contribuições políticas da FTX, fazendo com que Bankman-Fried e outros executivos contribuíssem com milhões de dólares diretamente para um comitê de ação política que ela cofundou, de acordo com a FTX.

A FTX entrou com pedido de falência em novembro de 2022, após alegações de que utilizou indevidamente e perdeu bilhões de dólares em depósitos criptográficos de clientes.

A FTX recuperou mais de US$ 7 bilhões em ativos para reembolsar clientes e está buscando recuperações adicionais por meio de ações judiciais contra membros da FTX e outros réus que receberam dinheiro da FTX antes de sua falência.

(Reportagem de Dietrich Knauth, edição de Nick Zieminski)

Related Articles

Back to top button