Internet. Um YouTuber afirma ser uma fraude, o governo cria um crime de “promover fraude”

A reação do governo não demorou a chegar. O crime de “promoção da fraude fiscal e social” constará da proposta de lei das finanças de 2024 apresentada na próxima semana em Conselho de Ministros, anunciou quarta-feira o ministro das Contas Públicas. Thomas Cazenave.

Esta decisão surge na sequência, nomeadamente, da difusão, amplamente partilhada no YouTube, de um vídeo onde um jovem apelidado de “Mertel” afirma receber 1.800 euros de rendimento líquido mensal “sem se importar” “até 31 de dezembro de 2026” através da acumulação de vários subsídios, incluindo um subsídio de adulto deficiente obtido por atestado de conveniência graças a um médico que “manipulou”.

“Os funcionários idiotas que pagam meus benefícios”

No seu vídeo, o YouTuber parece pedir 300 euros aos internautas para lhes mostrar como imitá-lo, alegando uma deficiência “invisível”. De passagem ele arranha “os funcionários idiotas (…) hipócritas (…) que pagam minhas mesadas”.

Este conteúdo está bloqueado porque você não aceitou cookies e outros rastreadores.

Clicando em ” Aceito “cookies e outros rastreadores serão colocados e você poderá visualizar o conteúdo (Mais Informações).

Clicando em “Aceito todos os cookies”você autoriza o armazenamento de cookies e outros rastreadores para armazenamento de seus dados em nossos sites e aplicativos para fins de personalização e direcionamento publicitário.

Você pode retirar seu consentimento a qualquer momento consultando nosso política de proteção de dados.

Gerenciar minhas escolhas



Terça-feira, o Ministro da Solidariedade Aurora Bergé tinha reagido em

“Em poucas horas esse indivíduo foi identificado. Caso a fraude seja comprovada, serão tomadas medidas legais imediatamente e os auxílios recebidos indevidamente serão recuperados”, escreveu ela.

Este conteúdo está bloqueado porque você não aceitou cookies e outros rastreadores.

Clicando em ” Aceito “cookies e outros rastreadores serão colocados e você poderá visualizar o conteúdo (Mais Informações).

Clicando em “Aceito todos os cookies”você autoriza o armazenamento de cookies e outros rastreadores para armazenamento de seus dados em nossos sites e aplicativos para fins de personalização e direcionamento publicitário.

Você pode retirar seu consentimento a qualquer momento consultando nosso política de proteção de dados.

Gerenciar minhas escolhas



48.692 casos de fraude em 2022

Segundo ela, “foram realizadas mais de 32 milhões de verificações em 2022”, levando à deteção de 48.692 casos de fraude no valor de 351,4 milhões de euros”.

“Nosso modelo social é precioso demais para ser prejudicado: não vou deixar nada passar”, concluiu.

Estas pessoas devem ser condenadas “com a maior firmeza”, disse esta quarta-feira Thomas Cazenave no Rádio Sul.

O governo já anunciou que quer que o combate à fraude social e fiscal gere 1,5 mil milhões de euros por ano até 2027.

Related Articles

Back to top button