sintomas, qual tratamento para tratá-lo?

O excesso de trabalho afeta pessoas que vivenciam estresse permanente relacionado às suas atividades e que não conseguem mais enfrentá-lo. Pode ser excesso de trabalho mental e intelectual. Como reconhecer o excesso de trabalho?

Definição: o que é excesso de trabalho?

Excesso de trabalho é traduzido por cansaço que se manifesta quando temos que realizar tarefas habituais e que não desaparece apesar do descanso. Deve ser distinguida da fadiga ocasional após esforço intenso e da estresse o que pode ser positivo no curto prazo. Devemos também distinguir o excesso de trabalho do esgotamento que é estritamente profissional, enquanto o excesso de trabalho pode estar relacionado a todas as nossas atividades diárias (família, compras, compromissos diversos, procedimentos administrativos).

Quais são os sinais de excesso de trabalho?

O excesso de trabalho muitas vezes se manifesta inicialmente como sinais físicos que pode passar despercebido surge então um estado de exaustão geral acompanhado de problemas de sono, uma sensação permanente de ansiedade, uma queda no moral nos casos mais graves”, explica o doutor Dominique Servant, psicoterapeuta psiquiatra. Uma pessoa sobrecarregada pode sofrer de dor nas costas, articulações, músculos ou enxaqueca. O excesso de trabalho às vezes afeta o sistema digestivo, levando a úlceras estomacais, perda ou ganho de peso ou problemas de pele. Infecções leves (resfriados, infecções de ouvido, sinusite, etc.) também são mais comuns. Quando uma situação estressante continua e se torna crônica, ela pode fortemente dificultar a vida diária. A pessoa fica irritada, não tem iniciativa, tem dificuldade de organização, concentração, tem uma autoimagem ruim. A fadiga não melhora com o sono ou descanso.

►”Ao lado dos sinais físicos, encontramos no excesso de trabalho fadiga mental que resulta em dificuldade de concentração, problemas com memória (esquecer um compromisso, um nome, não saber mais o que fazer) e uma dificuldade em prestar atenção. Você pode se sentir com a cabeça vazia, ter dificuldade para pensar, ler ou compartilhar uma conversa.“, continua o praticante.

Quais são as causas do excesso de trabalho?

O excesso de trabalho ocorre quando o corpo não pode mais enfrentar um estresse crônico ou uma situação onde se acumulam numerosos pedidos aos quais devemos responder de forma imediata, urgente e repetitiva. “Esta situação é encontrada hoje com muita frequência nas nossas vidas aceleradas, com múltiplas exigências que acabam por se tornar insuportáveis.“, observa o especialista. As causas do estresse não se limitam ao trabalho como acontece com esgotamento. O excesso de trabalho pode ocorrer após estresse relacionado à vida familiar (carga de tarefas domésticas, divórcio, mudança, atividades familiares e pessoais, etc.) ou para condições sociais precárias (assumir sozinho, falta de apoio e meios). Nas mulheres na pós-menopausa, alterações hormonais pode torná-lo mais vulnerável ao excesso de trabalho. Da mesma forma, o problemas de saúde também pode causar isso adicionando estresse, preocupação, dor e fadiga.

Assim que a fadiga se tornar persistente ou observe os sinais físicos e mentais quase permanentes, você deve estar alerta, insiste o Dr. Servo. Devemos então tomar consciência do ritmo de vida, identificar o estresse e ver como nosso corpo reage.“. Você pode pedir ajuda ao seu médico para eliminar uma infecção ou problema inflamatório. Existem questionários para avaliar o grau deastenia que o médico pode lhe dar (Escala de fadiga Piper ou Pichot), O nível de estresse e ansiedade também é importante para medir.

O tratamento varia dependendo da causa do excesso de trabalho e da sua intensidade. Sempre podemos agir recuperando o bom equilíbrio físico e mental através do descanso, bom sono, atividade física e acima de tudo um melhor ritmo de vida. Você tem que saber solteseja menos exigente e perfeccionista. Exercícios de relaxamento e remédios naturais (fitoterapia) pode completar o tratamento. “Quando o excesso de trabalho se torna incapacitante e gera muito cansaço,ansiedade e insônia ajuda do seu médico torna-se necessário oferecer eventualmente tratamento transitório e tomar as medidas necessárias em relação ao trabalho”, conclui nosso interlocutor.

Agradecimentos ao Doutor Dominique Servant, psiquiatra psicoterapeuta e autor de “Mais serein. A cartilha do estresse e do equilíbrio interior” (Edições Odile Jacob 2016).

Related Articles

Back to top button